EUROPEU DE PATINAGEM ARTÍSTICA INJETA 1,3 MILHÕES DE EUROS NA ECONOMIA LOCAL

EUROPEU DE PATINAGEM ARTÍSTICA INJETA 1,3 MILHÕES DE EUROS NA ECONOMIA LOCAL

A Associação de Patinagem de São Miguel apresentou ontem na Câmara Municipal de Lagoa, e em tom de conclusão, o impacto económico da realização do Campeonato da Europa de Patinagem Artística 2018. Prova esta que se realizou pela primeira vez nos Açores, nesta cidade micaelense, de 31 de agosto as 8 de setembro.


Em São Miguel, estiveram por vários dias, no total 4, 5 ou mesmo 9 dias, cerca de 465 pessoas relacionadas diretamente com a competição, entre atletas, treinadores, equipas organizadoras, juízes, entre outros, com a possibilidade de também terem estado cá cerca de 600 outras pessoas, acompanhantes, respetivos familiares, oriundos de Portugal Continental e da Europa.


Se na comunicação social, regional e nacional, bem como na dos respetivos países presentes, e redes sociais, o nome dos Açores chegou a milhares de centenas de pessoas, a nível económico o impacto deste campeonato atingiu valores não menos positivos.


Segundo o economista Dr. Óscar Rocha , o fluxo financeiro injetado na economia açoriana foi de cerca de 1,3 milhões de euros (1.255 milhões). Para o cálculo deste valor é tido em conta várias empresas prestadoras de serviços, como rent-a cars, hóteis, passagens de viagem, restauração, entre outros.


O Europeu na Lagoa foi considerado por várias entidades o melhor já realizado, deixando em todos os presentes um sentimento extremamente positivo sobre a nossa ilha, não só pelas suas belezas naturais, como a nível organizativo. As três maiores entidades que apoiaram, nomeadamente Governo Regional, em 25 mil euros, Câmara Municipal de Lagoa, no mesmo montante, e Câmara Municipal de Ponta Delgada, em 4 mil, resultando no montante de 54 mil. Assim o retorno obtido significa apenas 4,3% deste investimento.


Este Europeu foi a terceira grande prova organizada pela Associação de Patinagem de São Miguel, depois da Taça de Portugal de Patinagem Artística (2015) e do Torneio Inter-Regiões de Hóquei em Patins (2016), trazendo então até São Miguel cerca de 1.885 pessoas diretas, por 17 dias. Para além da promoção do destino Açores e das modalidades em prática, injetou na nossa economia 1,6 milhões de euros, o que significa apenas 4,8% do investimento das entidades governamental.



Este Europeu foi a terceira grande prova organizada pela Associação de Patinagem de São Miguel, depois da Taça de Portugal de Patinagem Artística (2015) e do Torneio Inter-Regiões de Hóquei em Patins (2016), trazendo então até São Miguel cerca de 1.885 pessoas diretas, por 17 dias. Para além da promoção do destino Açores e das modalidades em prática, injetou na nossa economia 1,6 milhões de euros, o que significa apenas 4,8% do investimento das entidades governamenta:




APSM, 19 de Outubro de 2018


Notícias Relacionadas (+)

Corpo Técnico da APSM Realiza Estágio de Natal (HP)

Eduardo Mota Jornalista do Ano 2018

Beleza, harmonia, Cor e Alegria marcaram Gala Campeões

APSM termina Inter Associações em 4º Lugar (PA)

Gala Campeões Marca ano de Ouro

12 patinadores representam a Seleção da Associação de Patinagem de São Miguel


© 2006-2018 Rui Ponte